Friday, March 24, 2006

Ele tem nome de anjo.

Nós dois, assim, no mesmo ambiente, e todo o ambiente, assim, entre a gente. Oh! como eu te busco, como te farejo e te percebo calmamente. Em você, eu procuro sintomas e sinais. A timidez doce da sua postura, os dedos longos, finos e sofridos que dançam pelos ares nos seus movimentos. Eu te procuro, assim, em mim como quem se prende ao fio já desgastado de esperança tola e persistente. O desenho do seu corpo em linhas flutuantes, delicadas de homem bom, os cabelos tão negros sobre os ombros perfumados, trapaceam a melancólica existência do seu ser que tanto atrai e apaixona o meu. Os seus olhos são os dias que não cruzam com os meus e os seus cabelos a noite que eu tanto queria me afogar, meu deus, me afogar em suspiros loucos, em afagos soltos, toda dentro de você.

1 Comments:

Anonymous Carlos said...

desejo, ilusão, sonho, detalhes.

lindas palavras, tatá! =)

5:34 AM  

Post a Comment

<< Home