Tuesday, May 23, 2006

Eu vejo como vilipêndio ter você dessa maneira, porque isso me obriga a não ser sua por inteiro. Te dividir é como me dividir e me doar, assim mesmo: desperdiçada, angustiada, vingativa. As tristezas da superfície, os amores da superfície, o descuido da felicidade. Grandes amores, grandes tristezas e a felicidade são destruídos pela própria plenitude e também pela vontade de existir. O que me resta é a corrupção, o golpe baixo, o sujo. O aroma que exalo pelos meus poros é o fluido feminino que te envolve aos poucos, te enfeitiça os sentidos, trai a sua alma e te torna frágil como quero. Viu só o que eu tenho de fazer? tsk... Eu desperdiço a melhor parte de mim quando eu tento ferir alguém.

7 Comments:

Anonymous Anonymous said...

otemo, tt. gostei bem :) a melhor parte de mim...

9:05 PM  
Anonymous Anonymous said...

logico q vai. that's the way how things happen.

3:26 PM  
Anonymous Carlos said...

deixar-se dominar por esses sentimentos é humano. Porém, convém lembrar que o sujo é um buraco negro cada vez mais fundo..

2:44 PM  
Anonymous nayara vianey said...

este é o preço, que infelizmente, tem que ser pago!

5:27 PM  
Anonymous Ciba said...

amanhã te conto no Sapatos!

(vc vai, ah vai)

;)

(sem computador, na rádio, com pressa)

=/

12:03 PM  
Anonymous Anonymous said...

conheci naquele filme mar adentro. mas n é buitim ?

10:09 AM  
Anonymous ahhh ! said...

atualiza a budega né. "everyday she falls in love"...

6:25 PM  

Post a Comment

<< Home