Saturday, April 18, 2009

Abaixo os Analgésicos!

O caminho que seguia parecia mais um vale sem fim: ela caía. Preso em seu ventre, um demônio a devorava de dentro para fora ao passo que em seus ouvidos o vento sibilava música insalubre. Tantas metáforas cabem dentro da dor-de-viver! Faria um tratado de paz com a atmosfera, se isto não a impedisse de chegar ao miolo de si mesma! Se chegasse, encontrar-se-ia plena e estendida no mundo, saboreando o néctar glorioso da vitória, derretendo-se no beijo delicado dos Deuses, desfrutando o aroma fresco de laranja vermelha a penetrar-lhe as narinas.
Se a dor faz parte da existência, da vida, da molécula, se ela nos aproxima de quem verdadeiramente somos, porque não senti-la por inteiro dentro da alma, porque não perdoa-la, não aprender com ela?

6 Comments:

Blogger Ligia said...

que orgulho tata... q orgulho...

5:04 PM  
Blogger Tahiná-Khan said...

heaoiuehaoieh
ligia boba!

12:12 PM  
Blogger Renata said...

aurea mediocritas
o equilibrio da alma, né Tata

Eu fui naquele show bonito sim, não vi ninguém pq fiquei lá bem pertindo deles tentando sentir o máximo possível! Lindões, eu amo.
Você quem sumiu...por onde andas? beijim

4:00 PM  
Blogger Deborah said...

é menina...gosto do que vc escreve.
faz todo sentido com o que penso.
a vida é pra se viver...pra sentir dor,quebrar a cara,aprender mesmo.
senão,pq estar vivo???

beijooo! e avisa quando vier aqui,viu?! ;]

7:50 AM  
Anonymous thales said...

eu acho q eu n sou capaz de entender :(

2:54 PM  
Blogger Erica Cristiane said...

Tem um meme pra vc lá no blog Tatá

=*

5:57 PM  

Post a Comment

<< Home